Companheiro de sala de espera, assistente de tarefas diárias, assessor de trabalho, amigável fuga dos momentos embaraçosos em reuniões de família: estamos falando dele, nosso amado smartphone!

E como a Copel Telecom sabe que ficar sem o aparelho é tão complicado quanto ficar sem a nossa internet ultraveloz, preparamos uma lista com dicas para a bateria do celular durar mais.

Confira!

1. Evite descarregar a bateria completamente ou manter carregando depois de 100%

Você também deixava a lanterna do celular ligada para acabar com toda a bateria, antes de recarregar? Mantinha o aparelho na tomada a noite toda para garantir a carga total? Pois é. Hoje, os tempos são outros.

As baterias não são mais de níquel como antigamente – são de lítio, uma mudança química que evita vícios e dispensa a descarga completa ou a necessidade de carregar completamente antes de tirar da tomada.

Só que, além da praticidade, isso significa que descarregar ou carregar tudo pode desgastar o material. Resultado: a bateria dura menos. Portanto, a dica para aumentar a durabilidade é manter o celular sempre entre 20 e 80%.

2. Use somente carregadores originais

Se o carregador original foi perdido ou quebrado, não pule para um genérico. Os cabos do fabricante do seu celular têm configurações técnicas compatíveis com a bateria – os genéricos podem até funcionar, mas como não são feitos sob medida, tendem a diminuir a vida útil dela.

3. Evite carregar o celular no computador

As correntes que passam pelas entradas USB do computador e celular oscilam bastante – e essa mudança pode aumentar a temperatura, fator que diminui a vida útil da bateria. Só pra gente ter noção do perigo, um estudo na área mostra que ela perde até 65% da capacidade quando exposta a temperaturas acima de 40ºC.

Por isso, carregue na tomada, onde as correntes são muito mais estáveis e a temperatura não aumenta a tal ponto.

4. Retire o brilho automático e configure a luz de fundo

A parte relacionada à iluminação do seu celular consome bastante energia, se não configurada corretamente.

Quando o brilho da tela está no automático, gasta-se mais bateria por dois motivos: porque a intensidade muda a cada mudança de claridade do ambiente, e porque o brilho pode estar bem acima do necessário.

Para essa parte, a sugestão é desativar o brilho automático. Assim, ele não muda sozinho e você pode deixar mais baixo.

Já a luz de fundo é o tempo que o celular fica com o brilho ativo depois que você para de mexer. O ideal é configurar para menos de 30 segundos – ou seja, depois desse período sem toque, a tela apaga automaticamente.

5. Cuidado com os programas em segundo plano, localização e Wi-Fi

Alguns programas, mesmo que retirados do segundo plano, continuam funcionando – apps de meteorologia que atualizam de hora em hora, ou localização, por exemplo. Para a bateria durar mais, a saída é configurar cada um deles de acordo com a necessidade.

Ative a localização quando você realmente vai usar o gps, deixe o Wi-Fi ligado somente para se conectar a uma rede e configure a previsão do tempo para atualizar uma ou duas vezes por dia.

Além disso, feche os aplicativos sem uso e retire-os do segundo plano.

Gostou? Confira também este infográfico de como cuidar do celular com 10 dicas práticas e muito mais aqui, no Blog Conecta, da Copel Telecom.