Com o avanço dos meios de comunicação e a forma de se fazer negócios é quase impossível falar em business sem falar de internet. Seja na transmissão de informações, fluxos de operações ou registro de atividades, ela está sempre envolvida nos processos empresariais.

No entanto, seu uso deve ser explorado com atenção e cuidado. Isso porque, se usada indevidamente, ela pode atrapalhar o funcionamento de um negócio. Por isso, ter um controle sobre os usos da internet pode ser fundamental. Vamos entender melhor essa importância?

Monitoramento: por que é tão importante?

Estar por dentro do que acontece com a internet da sua empresa é imprescindível para garantir que o sistema vital do seu negócio não acabe se tornando um problema.

Um mau uso da internet pode gerar consequências – inclusive financeiras – para sua companhia. O monitoramento da internet empresarial, então, se faz importante por, principalmente, dois motivos. Vamos conhecê-los?

1 – Segurança

Há algumas décadas, a internet era muito diferente. Não só em sua forma de funcionar, mas a maneira como era distribuída. O Wi-Fi, por exemplo, é um elemento que há pouco tempo ainda era visto como algo para poucos.

O uso de cabeamento na transmissão de internet, por outro lado, era majoritário. Com o advento do sinal wireless, o funcionamento da internet se tornou muito mais dinâmico. Em contrapartida, se tornou mais volátil, pois passou a estar, literalmente, no ar.

Isso acabou tornando a internet muito mais vulnerável a possíveis ataques, já que, sem o trâmite por cabos, os invasores não precisariam mais ultrapassar uma barreira física. Segundo pesquisa do portal Cybertime Magazin, em 2017, os prejuízos com invasões de redes somaram mais de 5 bilhões de dólares.

2 – Produtividade

O outro ponto, tão importante quanto o primeiro, é o da produtividade. Vale lembrar que a internet, assim como é uma importante ferramenta de trabalho, é também uma incalculável fonte de entretenimento e distração, o que pode prejudicar bastante o desempenho de um colaborador em sua rotina de trabalho.

De acordo com uma pesquisa realizada pela empresa de soluções em produtividade TriadPS, realizada em 2017, dos 1,6 mil colaboradores entrevistados, 80% gastava mais de 3h por dia no trabalho navegando pela internet em atividades individuais.

 

Pesquisas como essas são apenas recortes de uma realidade que acontece todos os dias. Com isso, você deve estar se perguntando: devo proibir meus colaboradores de acessar a internet para fins recreativos? Respondemos a esta questão com dados.

Extremos nunca são bons

Durante a rotina de trabalho, um tempo de distração para o funcionário pode ser bom, inclusive para a empresa. É o que aponta a pesquisa realizada pelo Dr. Brent Carter, da Universidade de Melbourne (Austrália). O pesquisador mostra que empregados que usam até 20% do tempo na internet para fins pessoais proporcionam um ganho de produtividade de até 9%.

Então o que fazer? É aí que entra o tema principal desta matéria: uma solução que pode, equilibradamente, solucionar esses problemas:

Conheça 5 ferramentas para monitoramento de internet empresarial

Certo, agora que mostramos os pontos que tornam necessário um maior controle sobre o uso da internet empresarial, vamos ao que interessa: conheça 5 ferramentas para monitoramento da sua internet empresarial. Continue a leitura.

1 – PRTG Network Monitor

O PRTG é uma ferramenta de monitoramento que funciona 24h, armazenando continuamente as informações que são passadas pela rede. Isso permite que os administradores, por estarem atualizados, consigam “prever” e resolver problemas antes que atinjam uma escala fatal. Com ele, você também pode gerar relatórios, que podem ser consultados por pessoas de sua confiança. Acesse o site oficial.

2 – Manage Engine OpManager

Este software de gerenciamento de infraestrutura e monitoramento é tido como um dos mais equilibrados produtos do segmento. Além de analisar o tráfego de sua internet, ele tem o potencial de gerenciar servidores, configuração de rede e detectar falhas de desempenho. Um diferencial desse produto é que ele conta com modelos de dispositivos de monitor de rede pré-instalados. Confira mais sobre no site oficial.

3 – Munin

Com este software, os administradores da rede poderão ficar por dentro do desempenho, e consequentemente dos problemas, em sua conexão, dispositivos e aplicativos. O programa possui uma interface web e organiza os dados em gráficos bastante intuitivos.

E mais: o Munin possui um sistema de alerta que atualiza você quando surge algum problema, e faz o mesmo quando ele é solucionado. É uma ferramenta ideal para startups.

Conheça mais sobre o Munin.

4 – Nagios

Esta plataforma gratuita permite que hots e serviços sejam monitorados com segurança e eficiência. Assim como o Munin, o programa avisa quando algum problema surge (e quando é solucionado).

O Nagios tem potencial para operar os seguintes serviços de rede: SMTP, POP3, HTTP, NNTP, ICMP, SNMP, além de elementos como uso de disco, logins feitos no sistema e muito mais. Você pode conhece-lo melhor clicando aqui.

5 – Cacti

O Cacti é um software de rede que tem a flexibilidade como característica mais marcante: ele se adapta às mais diferentes necessidades. Além disso, sua interface é bem intuitiva, facilitando seu uso por aqueles que não tem tanta experiência com softwares de monitoramento.

O Cacti também tem o potencial de gerar gráficos, exibindo as informações colhidas de forma clara. Sua eficiência é referência entre ferramentas de monitoramento. Clique aqui e o conheça melhor.

A importância de uma boa internet no gerenciamento da sua empresa

Tão importante quanto o monitoramento da sua rede é uma conexão estável e veloz. Ela irá proporcionar a eficiência que sua companhia precisa para garantir uma produtividade efetiva.

Com os planos empresariais da Copel Telecom, você tem à sua disposição uma rede forte, rápida e estável. Isso porque operamos com fibra óptica, que propaga sua conexão de forma mais rápida e estável.

Outro fator em que a Copel Telecom é referência é segurança. Com nossa internet corporativa, você garante um monitoramento por meio de sistemas de vigilância e controle de acesso. Conheça mais sobre nossos planos empresariais.