No início de maio aconteceu a edição 2018 da F8, a conferência de desenvolvedores do Facebook. Com o gosto amargo da ressaca após encarar o escândalo da Cambridge Analytica, Mark Zuckerberg aproveitou o evento para rebater o baixo astral com muito… amor: um dos principais destaques do encontro foi a divulgação do Dating, o tão esperado app de relacionamentos da gigante rede social.

Mesmo passando pela fase de testes, Dating promete abrir a possibilidade de interagir com pessoas que não estão entre seus amigos, e manter a privacidade. O app é opt-in e vai apresentar opções de combinações através de eventos, interesses e amigos em comum. A conversa fica privada (fora da timeline de todos) e pode começar com comentários em fotos e interações mais convencionais. Diz ele que é para relacionamentos sérios.

E o que será que aconteceu com o botão de cutucadas?

Nesse vídeo (em inglês) temos Zuckerberg apresentando seu novo produto, que ainda está em fase de teste. Algumas pessoas dizem que ele queimou largada com o anúncio, mas sabemos que ele é bem esperto. Só o tempo dirá se foi uma boa ideia ou não…

Segundo pesquisa realizada por um desses apps – o popular happn, em parceria com a companhia YouGov – cerca de 60% dos brasileiros utilizam tais recursos para paqueras online. Isso representa muita gente. Muita. No meio desses milhões de usuários estão grandes possibilidades de amores eternos, assim como se escondem vários perigos e criminosos. Não são raras as histórias de estupros e abusos de qualquer nível nesses primeiros encontros e todo cuidado é pouco.

Pensando nisso, montamos essa lista de cuidados que você deve tomar em qualquer tipo de paquera via aplicativo:

– Cuidado para não se expor demais. Ter poucas fotos no perfil pode não render muitos likes, mas tenha muita atenção com as informações que você está disponibilizando. Sem colocar nome completo, telefone, endereço, fotos dos filhos, etc.

– Lembre-se que o match é o equivalente ao “oi, tudo bem” que rolaria na balada. Não significa que vocês estão em um relacionamento sério, e sim que o canal para conversar está aberto.

– Não seja rude. Não rebata grosseria. Se a conversa já começou mal, não precisa tirar sua paz.

– Converse bastante, tenha calma e paciência. Tenha pelo menos uma ideia de quem está do outro lado da telinha.

– Primeiro encontro deve ser em local público. Nada de ir para a casa da pessoa logo de cara, ou chamá-la para a sua. O mundo está cheio de gente estranha (e todas elas estão na internet), todo cuidado é pouco.

– Respeite a ansiedade/expectativa do crush. Mesmo que você não esteja mais com interesse na conversa. Todos somos seres humanos e queremos encontrar a felicidade com a mesma vontade.

– Não leve tão a sério. É uma paquera e deve ser bem curtida.

– Por fim, cuidado para não virar uma pessoa superficial demais. A forma como os crushes são avaliados nos apps não condiz muito com a realidade. Você pode ficar exigente demais e estragar sua rotina.