A nova fase da internet é sua capacidade de integrar tudo quanto é tipo de dispositivo. Mas isso exige mais disponibilidade de endereços IP (internet Protocol), que é o número exclusivo de um computador para identificá-lo em uma rede.

Para entender melhor a função do protocolo IPv6, nós precisamos conhecer seu antecessor, o IPv4. O formato do IPv4 é composto por 4 números de até 3 dígitos separados por um ponto. Essa combinação de números varia entre 0 e 255. Por exemplo: 187.156.89.210.

Atualmente, o protocolo IPv4 já possui mais de 95% de seus endereços IP em uso. Com o avanço da tecnologia, a quantidade de pessoas acessando a internet aumentou consideravelmente. Por conta disso o IPv4 não teve endereços de IP o suficiente para fornecer a tantos dispositivos conectados à internet.


O IPv6 foi desenvolvido justamente para suprir essa demanda de endereços IP para a internet do futuro.


Esse novo protocolo oferece uma quantidade muito grande de até 340.282.366.920.938.463.463.374.607.431.768.211.456 endereços IP disponíveis. Num futuro onde os objetos irão interagir entre si por meio de comandos dados por nós, o que não pode faltar é endereço IP para identificar cada dispositivo que estará conectado à rede mundial de computadores.

Por enquanto estamos preparados para receber a internet das coisas. Problema de limitação de endereços IP resolvido!

A Copel Telecom já trabalha com o IPv6, além de oferecer internet por fibra óptica. Clique aqui para saber mais sobre a internet da Copel Telecom.