Se você está começando um negócio ou já tem a sua empresa e quer inovar, sabe que é preciso ter o próprio espaço no mundo virtual – algo que vai além de páginas nas redes sociais. E nesse ponto, bastante gente tem a famosa dúvida: como criar um site?

As respostas variam: tudo depende do tamanho da empresa, do seu negócio e dos seus objetivos.

E como aqui na Copel Telecom a gente deseja que você também aproveite as nossas ultravelocidades para crescer profissionalmente, preparamos um guia com o caminho das pedras: o que você precisa fazer para ter o próprio site.

Confira!

Posso fazer meu site sozinho e sem gastar nada?

Sim. Existem muitas plataformas onde você pode montar o seu site de graça e sem a necessidade de entender de informática. Alguns exemplos são as populares WordPress e Wix.

Nelas, basta escolher os layouts, acessórios e mexer na ferramenta de edição. E se você quer fazer um site com características mais amadoras, que não vão afetar diretamente o seu negócio, esse é um caminho bacana.

No entanto, se o seu objetivo é ter um site profissional de verdade, a nossa dica é apostar nas alternativas que também são profissionais.

Site profissional de verdade: do que eu preciso?

Um site profissional reflete credibilidade – item importantíssimo para vender, não é mesmo? Por isso tantos empreendedores vão por esse caminho.

Além disso, sites profissionais são mais seguros: você não corre grandes riscos de ser invadido ou de armazenar vírus que infectam visitantes.

Sem contar que, ao fazer o site profissionalmente, você decide exatamente as funções e o aspecto dele. Então, vamos ver o que é preciso para fazer seu site?

#Caminho 1: agências de soluções digitais

As agências de soluções digitais cuidam de todas as etapas: registro, hospedagem, programação, layout, conteúdo, manutenção, monitoramento, funcionalidades, atualizações e segurança. Tudo para que o site fique funcional, chame a atenção dos consumidores, gere mais vendas e não dê problema.

A sua tarefa é se reunir com a equipe, expor suas vontades e aprovar os materiais. Essa solução é a melhor alternativa para empresas de grande porte, já que o número de acessos costuma ser alto e é preciso manter o portal sempre funcionando e atualizado.

#Caminho 2: soluções avulsas

Você também pode contratar soluções avulsas – ou seja, controlar sozinho cada etapa do processo e alimentar o portal por sua conta. Essa alternativa é mais recomendável para negócios menores, como MEI e profissionais liberais, ou para quem não precisa desempenhar muitas funções no portal.

Primeiro – faça o registro do seu domínio: isso significa registrar o nome do seu site. No Brasil, um dos mais famosos é o Registro.br – lá, você confere se o endereço está disponível, faz o cadastro e paga a taxa anual.

Segundo – hospede o seu site: os sites também precisam de um lugar para morar. Funciona assim: cada site que você acessa está guardado em uma espécie de computador, em algum lugar do mundo. Esse espaço chama-se servidor. E hospedar o site significa, justamente, colocá-lo em um servidor, onde ele fica “morando” e as pessoas podem visitá-lo.

Existem várias hospedagens disponíveis e confiáveis. Algumas bem conhecidas pelo mundo virtual são a GoDaddy, Locaweb e HostGator.

Terceiro – contrate um programador: o programador vai ser o responsável por montar o seu site, ou seja, colocar todos aqueles códigos em ordem e dar vida à página.

Caso você não tenha um conhecido que possa contratar, aposte em sites de profissionais freelancers. Alguns exemplos são o Workana e o GetNinjas, que trazem as recomendações dos filiados.

Quarto – providencie o layout: dependendo do tipo de site que você vai fazer, é possível escolher um layout junto com o programador. Ou seja: ele vai te apresentar várias opções de template, você escolhe uma e ele customiza com as imagens e cores desejadas.

Mas, talvez, você precise fornecer o layout para o programador trabalhar em cima. Neste caso, pode contratar um designer para fazer ou comprar um template em sites especializados, como o Template Monster.

Quinto – aprenda a mexer nas ferramentas: site criado, agora você pode aprender a mexer nas ferramentas de edição para atualizar os conteúdos. Geralmente, o próprio programador dá essas orientações.

Pronto! Agora a sua empresa tem uma página na web e vai ficar bem mais fácil de atrair e converter clientes.

E aproveitando o assunto: se você precisa de um plano de internet de qualidade para a sua empresa, conte com a Copel Telecom para essa missão, também!