Com a tecnologia avançando e cada vez mais planos de internet surgindo, é comum aparecerem algumas dúvidas. Por exemplo, você sabe a diferença entre internet para empresas e internet residencial? Bom, pelo nome dá para imaginar. Mas, hoje, iremos aprofundar essas distinções. Continue a leitura e fique por dentro.

O que é internet residencial?

A internet banda larga, comumente chamada de residencial, é – segundo a definição da União Internacional de Telecomunicações (UIT) – entendida como a capacidade de transmissão superior à primária do ISDN, a 2 ou 5 Megabits por segundo.

No entanto, o Brasil ainda não tem uma regulamentação que indique a velocidade mínima para uma conexão poder ser classificada como banda larga. Entre as formas de uso da banda larga, temos duas principais: a fibra óptica e a internet via satélite. Vamos entender um pouco mais sobre cada uma?

Internet residencial: usos mais comuns

Como dissemos, a internet banda larga é a mais comum a ser utilizada nas casas. Por isso, muitas vezes, ela pode ser chamada de internet residencial. Para atividades do dia a dia, como trocar mensagens, acessar redes sociais, serviços de streaming e jogar online, é um serviço muito eficiente.

É comum, portanto, que ela apresente uma certa instabilidade algumas vezes, o que não é fatal. Isso porque, se houver algum problema, nenhum processo que gere prejuízos será afetado e vai causar apenas algum incômodo.

Fibra óptica

Esse é o mais inovador modo de distribuição da banda larga. Com a fibra óptica, sua conexão fica mais rápida e estável. Isso por alguns motivos como o modo de transmissão dos dados (via luz) ou seu material de fabricação. É por isso que a conexão principal da Copel Telecom é por ela. Você pode conferir mais benefícios da fibra óptica aqui.

Satélite

A distribuição de internet via satélite, por outro lado, não precisa de cabeamento, já que ela se dá justamente pelos satélites que estão externos à Terra. Isso garante algumas vantagens. Por exemplo, é por esse meio que a Copel Telecom leva internet às áreas rurais. Neste link, você conhece melhor as diferenças entre a internet via satélite e fibra óptica da Copel Telecom.

Mas, e a internet para empresas?

A internet para empresas consiste em um modelo de rede voltado a empresas que precisam de uma conexão ainda mais segura e estável para seu negócio. Isso porque quedas e instabilidades na internet para empresas podem comprometer seriamente os processos da empresa. Um diferencial que faz toda a diferença no modelo de internet para empresas é o IP Fixo. Vamos explorar mais a fundo essas distinções?

Internet para empresas: usos mais comuns

Como o nome já diz, a internet para empresas é desenvolvida para o ambiente empresarial. Neste meio, diferente do residencial, quedas e instabilidades podem causar danos de diversas proporções à rotina de trabalho, inclusive financeiros.

Por isso, ela é recomendada para o funcionamento de negócios de todos os segmentos. Desde o uso em redes de supermercados, lojas, hospitais, farmácias e diversas outras áreas comerciais e de serviços. São meios em que o fluxo de informações e trabalho é constante, então precisam de uma conexão que acompanhe essa rotina.

As principais diferenças entre internet residencial e internet para empresas

Agora, entenderemos em 3 tópicos as principais diferenças entre internet residencial e para empresas.

1 – Internet para empresas tem exclusividade

Como dissemos no parágrafo anterior, a internet para empresas conta com o recurso do IP Fixo. Isso faz com que a empresa possa se comunicar, e mover seus processos sem precisar “dividir” a conexão com outros dispositivos fora dela, o que faz com que muitos aparelhos possam se conectar simultaneamente sem gerar instabilidades.

2 – Velocidade de Download e Upload (simetria)

Na Internet para empresas, geralmente, tanto a velocidade de download quanto a de upload é superior a 10 Gbps. Por outro lado, a velocidade de Banda Larga varia conforme alguns fatores. Na média geral, quando falamos de download, é de cerca de 24 Mbps (ADSL+2), acima de 80Mbps (FTTC) e fica, geralmente, acima de 100 MBPS em FTTP.

Já a velocidade de upload para Banda Larga funciona nas seguintes velocidades: acima de 2,5Mbps (ADSL2+Annex M), acima de 20Mbps (FTTC) e cerca de 10 Mbps (FTTP). Confira mais sobre esses dados aqui.

3 – Suporte e manutenção

Outra grande diferença entre o serviço de Banda Larga convencional e a Internet para empresas é que a segunda conta com serviço de manutenção disponível 24/7. Isso garante que, em casos de instabilidade, nenhum processo seja prejudicado, podendo gerar sérios prejuízos.

Qual das duas é o melhor para mim?

Antes de escolher seu plano de internet, você deve se fazer a pergunta “minha conexão será para residência ou empresa”? Isso irá deixar claro qual se encaixa melhor com suas necessidades.

Quer conhecer os planos residenciais e corporativos da Copel Telecom? Clique aqui para conhecer nossa internet “comum” (voltada ao dia a dia) e aqui para conhecer os planos de internet para empresas.

Fontes:

https://www.hso.co.uk/leased-lines/leased-line-broadband/difference-between-leased-line-and-broadband-internet-connections

https://www.broadbandchoices.co.uk/business/guides/leased-line