Levar a possibilidade de compras ao ambiente online certamente foi uma das maiores inovações que a internet trouxe nas últimas décadas. Com essa opção, o cliente passou a ter muito mais autonomia no processo de compra, além de proporcionar uma série de vantagens, como a possibilidade de realizar toda a compra sem sair de casa.

Hoje, uma empresa que não esteja no meio digital é praticamente inexistente para o mercado. Estar na rede é fundamental para consolidar uma marca dentro do seu nicho. Com a migração para os espaços digitais, foi estabelecido o conceito de “multichannel” – que apresenta o prefixo “multi”, do Latim “muitos”. Ou seja, a ideia de vários canais para uma mesma empresa ou instituição.

Loja física X Loja virtual

No entanto, essa “multiplicação” em meios diferentes não obteve qualquer tipo de moderação e acabou abrindo brechas que acabaram afetando ambos ambientes. Muitas vezes, os diversos canais não “conversavam entre si” em termos de visual, linguagem e preço, por exemplo. Quantas vezes você não foi até alguma loja física, avaliou o produto que você tinha interesse e depois o comprou no site da loja, devido ao preço mais baixo? Esse tipo de situação acabava sendo prejudicial tanto ao consumidor – que enfrentava um longo e cansativo processo até ter seu item – quanto ao comerciante, que perdia tempo e dinheiro. Acabou se tornando comum uma espécie de concorrência entre o meio digital e físico da mesma empresa. Foi aí que veio à tona o conceito de “omnichannel”.

“Omni”, do Latim “Universal”

O Omnichannel veio para quebrar essa falta de sincronia entre loja física e virtual. Do grego “Universal”, esse “omni” passa justamente essa ideia de integração. Agora, todos os meios utilizados pela marca passariam a possuir uma conexão entre si. Site, aplicativo, loja física… tudo conversando entre si. Isso porque o Omnichannel mantém o foco dos seus serviços na experiência do cliente. Algumas funções foram otimizadas com o Omnichannel, como a redução no processo de compra, o estabelecimento de um mesmo canal para fazer reclamações, sugestões e tirar dúvidas, um cadastro único para loja física, aplicativo e site, por exemplo.

A importância do Omnichannel no meu negócio

Mas, afinal: qual a grande vantagem do Omnichannel para uma empresa? Bem, podemos começar com o quesito fidelidade: o conforto e a praticidade de transitar entre loja, site e app de uma mesma marca é um fator decisivo na hora de colocar a mão no bolso. O Omnichannel tem foco na experiência do cliente, e comodidade e receptividade fazem parte de uma boa experiência.

A maior facilidade no controle dos dados pessoais dos clientes também é um ponto forte do Omnichannel. Isso porque, com esse conceito, o cliente possui um mesmo cadastro em todos os meios da empresa, o que facilita o mapeamento dos seus gostos, simplificando o direcionamento de conteúdos específicos conforme sua preferências.

Organizar seus canais de vendas com o conceito de Omnichannel também pode abrir oportunidades para um bom storytelling. Com isso, sua marca passa a ter mais espaços coesos para suas práticas de marketing.

O Omnichannel rompe barreiras que podem limitar seu negócio. Gerar um ambiente aberto e simples é essencial para a estruturação de uma boa marca. Se você tem interesse em expandir sua empresa em termos de imagem e estrutura, a implementação do Omnichannel é vital!

Fontes:

http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/artigos/integre-seus-canais-de-vendas-a-partir-do-conceito-de-omni-channel,87426f65a8f3a410VgnVCM2000003c74010aRCRD

https://www.organicadigital.com/blog/quais-sao-as-diferencas-entre-multichannel-e-omnichannel/