Com um mercado cada vez mais digital e competitivo, é muito importante saber identificar dados realmente úteis ao seu negócio. É aí que entra o Data Mining. Ele é um processo de exploração em grandes quantidades de dados a fim de encontrar um padrão.

Em sua tradução direta, “Data mining” significa “Mineração de dados” e é exatamente assim que funciona sua aplicação: como uma espécie de garimpo em dados. Mas, afinal, o que são esses dados?

O conjunto de informações é sempre aquele que é colhido durante os processos de uma empresa. Então podemos dizer que esses dados “brutos” são informações como quem, onde, quando e quanto comprou.

Qual a função do Data mining?

Conhecer o cliente. Esse é o principal objetivo do uso de Data Mining. Por meio da separação e qualificação dos dados, fica mais fácil compreender com que público estamos lidando. Tendo essas informações, fica mais fácil prever tendências e traçar metas à sua empresa.

Por que usar o Data Mining?

Aplicando a mineração de dados, sua companhia economiza tempo e trabalho com o que é realmente importante. Além disso, ela é útil para a diminuição de riscos, já que, sabendo mais precisamente sobre os hábitos do seu cliente, você diminui as chances de aplicar esforços em áreas não tão lucrativas, o que também evita gastos desnecessários.

Principais técnicas de Data Mining

É importante saber que, antes de aplicar a mineração de dados, é fundamental ter o objetivo muito bem definido. Faça a si mesmo perguntas sobre sua empresa como: onde eu estou? Onde eu quero chegar? Quanto eu quero lucrar nesse processo? Tendo essas e outras respostas bem claras podemos conhecer duas das principais estratégias de aplicação do Data Mining:

1 – Redes neurais

Com um conceito bastante similar ao cérebro humano, este método cria padrões com base nas experiências anteriores. É essa técnica, por exemplo, que analisa históricos para prever tendências.

2 – Árvores de decisões

É, basicamente, a ideia de um fluxograma no formato de uma árvore invertida. Ela recebe esse nome porque a análise se firma sobre um dado em específico e depois vai ramificando. Esses “galhos” podem ser hipóteses e tendências, que vão se ramificando novamente e assim por diante.

Como realizar a coleta de dados?

Existem diversos softwares que podem ajudar você a, não só coletar, mas trabalhar com os dados de seus clientes de uma forma mais “atenciosa”. Depois de juntadas as informações, você pode, finalmente, começar o processo de mineração.

Recomendamos, porém, softwares relacionados, não só à coleta de dados, mas ao trabalho de relacionamento com o cliente (CRM). São alguns deles o Pipedrive, o Hubspot e o Zoho. Você pode saber mais sobre o CRM nesta matéria.

Velocidade, estabilidade e Data Mining

Possuir uma internet de qualidade e com garantia de estabilidade é fundamental para a coleta e tratamento de dados em sua empresa. Seus negócios ficam muito mais dinâmicos com os planos da Copel Telecom. Conheça nossos planos empresariais e aproveite toda a potência da fibra óptica. Clique aqui e conheça.

Fontes:

https://www.cetax.com.br/blog/data-mining/

https://mutantbr.com/blog/data-mining-como-extrair-o-maximo-de-dados-sobre-o-cliente/