Com o passar dos anos, a necessidade de novas tecnologias em todas as áreas se tornou inevitável. Parte dessas mudanças abrange, também, a maneira como empresas lidam com dados, informações e com toda sua dinâmica de funcionamento.

A adesão a softwares, diante disso, é indispensável. Apesar de fatores como a insegurança em relação às mudanças tecnológicas e financeiras que envolvem esses processos, muitas empresas estão tomando coragem para abraçar esse futuro.

No entanto, é preciso que haja um esclarecimento bem definido dos caminhos a serem seguidos. O primeiro passo para isso é saber responder à pergunta: minha empresa precisa de uma gestão de software SaaS ou On Premise? Se você tem essa dúvida, nos acompanhe.

Afinal, o que é SaaS?

SaaS (Software as a Service), que na tradução direta significa “Software como um serviço” é um modelo de gestão de software por meio da nuvem. Ou seja, pelo SaaS, o sistema é disponibilizado ao usuário (no caso, sua empresa) por meio de uma estrutura externa acessível via internet.

E o On Premise, o que é?

On Premise, por outro lado, é um produto. Ao adquiri-lo, ele será instalado nos servidores internos da empresa, deixando o monitoramento, o controle e a supervisão sob os cuidados diretos da companhia. Agora, iremos entender as principais vantagens e desvantagens ao adquirir cada um deles.

SaaS: vantagens e desvantagens

Comecemos com as vantagens do SaaS. Como este modelo de sistema é externo à empresa, a maioria dos pontos positivos à sua adesão estão relacionados a esta “independência”. Vamos entender?

Principais vantagens:

1 – Menor investimento inicial

Como a adesão ao SaaS não implica gastos como instalação e manutenção, você economizará um bom dinheiro, já que essas responsabilidades ficam a cargo da empresa contratada.

Além disso, um estudo global da Cisco constatou que empresas que aderem ao uso de aplicativo baseado em nuvem chegam a economizar US$ 1 milhão em custos.

2 – Dispensa gastos com equipe de TI

Também relacionada à terceirização do cuidado do software está a segunda vantagem. Adotando ao SaaS você não vai precisar de uma equipe própria de TI, o que economiza custos.

3 – Rapidez na implantação

A ausência de uma estrutura física em sua empresa dispensa qualquer processo de instalação. Isso significa que você poderá usufruir muito mais cedo dos benefícios de seu serviço.

Principais desvantagens

1 – Gastos mensais com a assinatura do sistema

Como você contratará uma prestadora de serviços, precisará desembolsar um gasto mensal para mantê-lo. É, de fato, uma assinatura.

2 – Necessidade de treinamento dos colaboradores

Como todos seus colaboradores estarão envolvidos nos processos, será necessário demandar um certo tempo para treinamento e adaptação do uso desse sistema.

3 – Maior risco de falhas humanas

Justamente pelo manuseio de diversos profissionais sem aprofundado conhecimento em softwares de gestão, podem haver alguns erros humanos durante o processo de adesão.

Isso é mais provável no período de adaptação. Uma pesquisa do Gartner constatou que 95% das falhas de segurança na nuvem são causados por comportamento inadequado de usuários ou administradores do sistema.

https://computerworld.com.br/2016/03/02/desconfianca-nao-e-mais-o-maior-obstaculo-da-nuvem/?utm_source=blog&utm_campaign=rc_blogpost

On Premise: vantagens e desvantagens

Agora, iremos abordar o On Premise. Assim, entenderemos os prós e contras desse modelo.

Principais vantagens:

1 – Dados e informações sob proteção direta da empresa

Com a manutenção de um hardware exclusivo, a empresa possui total acesso e controle sobre os dados ali salvos. Isso proporciona uma interação muito mais intensa, gerando mais confiança à respectiva companhia.

2 – Equipe interna à disposição

Uma equipe exclusiva de TI pode adiantar muito os processos em caso de quedas, manutenções ou quaisquer outros processos envolvendo o sistema. Apesar dos custos adicionais com profissionais de TI, tê-los à sua disposição pode ser muito proveitoso.

3 – Maior capacidade de customização do software

Tendo o sistema de gestão como seu, você tem muito mais liberdade para adaptá-lo da maneira como quiser. Com isso, você possui mais autoridade sobre as adaptações e atualizações do software.

Principais desvantagens:

1 – Imprevisibilidade de gastos

Diferente do SaaS, em que você paga a uma equipe para cuidar de todo o funcionamento do software, com o On Premise, você estará sujeito a possíveis gastos inesperados. Terá, dessa forma, que estar preparado financeiramente para as mais diversas situações.

2 – Investimento em equipe de TI

Com a adesão ao On Premise, será necessário custear uma equipe de TI. É claro, isso oferece a você maior exclusividade e velocidade na resolução de problemas, mas os custos não serão nada baixos.

3 – Custos em instalação física

Inserir todo um sistema físico na sua empresa não é um processo barato. Pense que, ao adquirir um On Premise, você terá toda uma nova estrutura debaixo do seu teto. Além de reformas que podem durar um tempo que você não dispõe, terá de arcar com suas despesas.

Então, qual o melhor?

Para realizar um “diagnóstico” a fim de chegar à melhor recomendação, você precisa considerar diversas variáveis de sua empresa. Geralmente, o modelo On Premise é melhor a empresas gigantes, que já tenham se consolidado muito bem no mercado.

O SaaS, por outro lado, é mais indicado para startups e empresas que estejam dando seus primeiros passos. Mas, não é possível dar uma receita exata de qual e como aplicar. Tudo depende de muita pesquisa e, se possível, consultoria.

A importância de uma internet de qualidade no gerenciamento de seu software de gestão

Seja qual for o modelo de sua preferência, uma coisa é fato: você precisa de uma internet que acompanhe o ritmo da sua empresa e seus processos. A Copel Telecom oferece diversos planos para empresas, em que você tem uma série de vantagens. Com um serviço de distribuição via fibra óptica, temos uma internet rápida, potente e estável. Clique aqui e conheça nossos planos. Até a próxima.

http://www.copeltelecom.com/site/para-empresas/

Fontes:

https://www.techopedia.com/definition/26714/on-premises-software

https://nexaas.com/blog/saas-ou-on-premises-qual-a-melhor-opcao-para-sua-empresa/

https://www.softwareadvice.com/resources/saas-10-faqs-software-service/