O modelo streaming – utilizados em sites como o da Netflix – para o fluxo de mídia, é um dos maiores sonhos da Microsoft. Já imaginou pagar uma taxa fixa por mês e ter disponível todos os jogos?

Diversas empresas já tentaram desenvolver a tecnologia de um serviço inteiramente online para os gamers, porém esbarraram em um problema: existe um grande atraso entre apertar um botão e a ação ser executada na tela quando o jogo é completamente online.

Segundo Brand Sams, da Thurrott.com, a Microsoft pode ter encontrado uma solução: a empresa está desenvolvendo um sistema operacional para o Xbox mais leve que leva o codinome “Scarlett”. Ao invés de depender completamente da nuvem, o console já contaria com os trechos das principais ações do jogo gravadas, sem depender completamente dos servidores remotos para executá-las na tela. Ele ainda afirma que esta tecnologia custará “significativamente menos” do que os aparelhos existentes, e que o novo sistema poderá chegar nas prateleiras até 2020.

A ideia é que “Scarlett” rode tão bem jogos em consoles poderosos, quanto para aqueles que estão usando o streaming.

Grandes empresas nunca confirmam seus próximos passos, e a Microsoft não seria diferente. Porém já podemos imaginar que o Xbox Game Pass pode ser um grande estudo sobre aceitação de mercado para esta nova plataforma online, pois ele já permite que sejam feitos downloads de jogos novos e antigos de Xbox por apenas 10 dólares por mês. Agora é aguardar e torcer.