Até onde a tecnologia digital pode chegar? Será que em breve teremos ciborgues viajantes no tempoomo em “O exterminador do futuro”? Ou tudo dará errado como nos episódios pessimistas de “Black Mirror”? Bom, pode ser que em algum momento as coisas saiam do controle e nós tenhamos que fugir para as colinas, mas por enquanto estamos longe desses destinos trágicos e as expectativas para o futuro são apenas positivas. É o que mostra a lista da Gartner – renomada empresa de pesquisas, consultorias, eventos e prospecções sobre o mundo da TI – de tendências levantadas para infraestrutura digital de 2019, publicada no final do ano passado. Apresentamos agora os destaques da seleção.

1 –  Coisas Autônomas

A tecnologia autônoma já vem ganhando espaço há algum tempo nas nossas vidas, mas perspectivas da Gartner para este tema especulam que 2019 seja um ano para uma maior consolidação delas. As previsões dizem respeito – principalmente – ao uso de veículos de transporte (terrestres e aquáticos) sem a condução de um ser humano. Além disso, uma das apostas principais da empresa está na produção agrícola por meio de drones, monitorando e até mesmo agindo na plantação de sementes.

 

2 – Augmented Analytics

Por mais que a análise de dados seja hoje muito mais precisa e eficiente do que já foi, ainda é impossível um controle integral das perspectivas e projeções de uma empresa. Tudo pode mudar com o desenvolvimento das “Augmented Analytics”, que são análises aprofundadas de dados nos setores empresariais – grande aposta de IoT para 2019. Além de uma maior precisão, com o avanço desses processos, o CEO de uma empresa poderá monitorá-los sem a necessidade de um cientista de dados em muitos casos.

3 – Desenvolvimento orientado por IA

Que a inteligência artificial já achou seu espaço na nossa sociedade não é nenhuma novidade. O diferencial dessa tendência está na sua utilização durante os processos de criação de sistemas.

O desenvolvimento orientado por IA faz a análise de ferramentas e tecnologias buscando melhores formas para incorporar a própria inteligência artificial em aplicativos. É uma das fortes apostas da Gartner para este ano. Esperamos que as coisas não saiam do controle como aconteceu com a SkyNet em “O Exterminador do Futuro”, né?

 

 

4 – Gêmeos digitais

Gêmeos digitais são espécies de “clones” digitais de organizações do “mundo real”, podendo projetar desde empresas até cidades.

Com essa tecnologia, é possível estimar e simular situações, investimentos e inovações em uma escala real e com resultados muito mais precisos, sem comprometer a integridade da instituição. A estimativa, de acordo com o Gartner, é de que até o ano que vem, mais de 20 bilhões de sensores conectados a terminais e gêmeos digitais existirão para potencializar bilhões de coisas.

E aí, o que achou das estimativas? Esse é só um resumo das perspectivas principais listadas pela Gartner, mas tem mais coisa que pode rolar em 2019. O resto você pode conferir no site oficial da empresa, clicando aqui

.