A transição de desktops para notebooks aconteceu de forma gradual e hoje já faz parte da vida pessoal e profissional dos usuários de computadores. A facilidade no transporte foi o ponto que fez os laptops ganharem um maior número de adeptos, mas uma questão pode se tornar um problema para quem precisa trabalhar com uma maior diversidade de gadgets.

Como não existe um padrão entre os laptops para o número de acessórios que podem ser conectados, o dock station é a solução ideal! Com ele, é possível incluir entradas USB extras, entrada para placas de vídeo externas e até mesmo adicionar um leitor de cartão de memória: tudo para deixar o computador ainda mais conectado!

Não sabe se o acessório é importante mesmo para a sua rotina? Confira 3 motivos para avaliar a compra do gadget.

Mais funcionalidades para seu laptop

Para alguns modelos, como MacBooks, as entradas para outros gadgets são bem limitadas. Deste modo, quando alguém precisa usar uma internet via cabo, fazer uma transferência por meio de um cartão de memória ou precisa de mais entradas USB, um dock station se torna a solução ideal. Como existem opções simples e baratas do acessório, ele é perfeito para substituir os inúmeros adaptadores que normalmente são usados.

Com o dock station, o notebook ganha novas portas e interfaces. Assim, é possível expandir a conectividade do aparelho e torná-lo mais próximo da produtividade oferecida por um desktop convencional.

Este acaba se tornando o principal motivo para adquirir um dock station, já os últimos modelos de computadores portáteis lançados têm cada vez menos entradas.

É prático!

Organização é tudo, né? Além de facilitar o uso de diferentes dispositivos, o dock station ajuda a deixar a área de trabalho mais organizada. Se você costuma usar vários acessórios extras no seu computador, deve se incomodar com  a frequente troca que precisa fazer entre eles por causa das poucas entradas. Com isso, sua mesa de trabalho deve ser uma bagunça de fios – e isso não é nada bom, já que a bagunça, mesmo que pequena, traz impactos negativos para a produtividade. É só deixar todos os gadgets que usa conectados no dock e esconder tudo para evitar a poluição visual.

E a praticidade também pode ser vista na hora de transportar o seu notebook. Afinal, basta desconectar o dock station do laptop e se preocupar em carregar apenas dois itens, economizando inúmeros cabos USB e HDMI. 

Se adapta a diferentes dispositivos

Existem vários modelos de dock station para todos os bolsos e todas as demandas. Os modelos mais simples, conhecidos como port replicator, são pequenos e fáceis de transportar. As novas portas e interfaces fazem muito sucesso entre os usuários de MacBooks.

Já os modelos breakout são ideais para quem precisa ter acesso a uma interface que não está disponível no notebook. A opção, que também é bastante compacta, é a escolha dos usuários de laptops muito finos que precisam de entradas específicas, como um leitor de cartão de memória.

Para quem precisa de ferramentas mais complexas e especializadas, o converter dock é a melhor opção. Ele permite uma atuação direta no sistema, como a inserção de placas de vídeos ou até mesmo hardwares. Neste caso, como eles mudam o desempenho do laptop, acabam não sendo tão compactos.

Por fim, os modelos computer stand focam no desempenho e ergonomia do notebook. Com este tipo de dock station, é possível adequar o computador a uma posição confortável e auxiliar na refrigeração do sistema com ventoinhas, além das funções clássicas de entradas de USBs.

O dock station é uma ótima opção para quem trabalha em home office. Outro aliado importante para esta modalidade de trabalho é a internet. Aproveite os pacotes de banda larga 100% fibra óptica na Copel Telecom para não correr o risco de ficar desconectado.