Disponível apenas para dispositivos IOS e ainda em fase beta de testes, o Clubhouse é a mais nova rede social do momento, chamando a atenção de grandes nomes como Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, e Elon Musk, CEO da Tesla e da SpaceX. 

A plataforma funciona por meio de chats por áudio, portanto se diferencia muito de outras redes famosas por não permitir o compartilhamento de imagens, vídeos e textos. Também não há curtidas ou compartilhamentos e é proibido realizar gravação de tela durante a permanência em um bate-papo. 

Segundo os fundadores, Rohan Seth e Paul Davidson, a plataforma permite “abrir diferentes salas cheias de pessoas conversando”.

Como funcionam as salas

Ao entrar em uma sala grande você acessa como “audiência”, e tem a oportunidade de ouvir o bate-papo que está acontecendo. Caso queira se juntar aos participantes que estão conversando é possível pedir permissão por meio do emoji da mãozinha levantada.

Assim, o moderador irá autorizar, ou não, a sua participação. O limite de ouvintes simultâneos é de 5.000 usuários. No caso de salas menores é possível que todos permaneçam com o microfone aberto, caso o moderador permita.

Rede Exclusiva

Um dos fatores que impulsionou o buzz da rede é a sua exclusividade. Para criar uma conta é necessário que algum amigo, já presente na rede, o envie um convite. Cada usuário tem direito a dois convites e, à medida que faz uso do Clubhouse, recebe mais.

Caso haja interesse em entrar para a rede é possível realizar um “pré cadastro”, reservar o seu nome de usuário e entrar na lista de espera. Com isso, pessoas que tiverem seu número nos contatos serão notificadas e poderão liberar a sua entrada.

Popularidade

Um fato desconhecido por muitos é que o Clubhouse foi lançado no início de 2020. Dois meses após chegar a App Store a rede acumulava 1,5 mil usuários e era avaliada em U$ 100 milhões. Hoje em dia o número de usuários já ultrapassa 6 milhões e a empresa é avaliada em U$ 1 bilhão.

Conhecimento e Networking

O que mais surpreende os adeptos do Clubhouse é o alto nível das conversas e a possibilidade de networking. Em espécies de conferências e até reuniões é possível aprender com grandes nomes de todo o mundo e de diferentes indústrias. Em 31 de janeiro, por exemplo, Elon Musk participou do programa “The Good Time Show” do app e conversou com os apresentadores Sriram Krishnan e Aarthi Ramamurthy sobre assuntos como a existência de extraterrestres, bitcoins, vacina e até mesmo sobre a possível colonização de Marte.

Em resumo, o Clubhouse lembra muito podcasts, porém com a grande diferença de ser ao vivo, não permitir imagens e textos e de trazer a oportunidade aos usuários de participarem de conversas com grandes personalidades. 

Para não perder nenhum conteúdo dos seus criadores preferidos, garanta a melhor Internet disponível! Contrate agora 300MB com a Copel por apenas R$149,90.