O universo de Harry Potter é, sem dúvidas, uma das franquias mais adoradas do mundo. Interpretado por Daniel Radcliffe, a história do menino órfão que se descobre bruxo e, com a ajuda de seus melhores amigos Ronald Weasley (Rupert Grint) e Hermione Granger (Emma Watson), desvenda os mistérios e segredos que rondam o mundo mágico conquistou o mundo.

Harry Potter e a Pedra Filosofal

O longa foi lançado em 2001, sendo o primeiro dos oito filmes da saga e  atingiu US$ 93,5 milhões nos três primeiros dias de lançamento nos cinemas dos Estados Unidos. Como se não bastasse, concorreu nas categorias de Melhor Direção de Arte, Melhor Figurino e Melhor Trilha Sonora no Oscar 2002.

Mas o sucesso não começou nas telonas. O primeiro livro foi lançado em 1997 por JK Rowling e rapidamente virou febre mundial, tendo traduções em diversas línguas e mantendo a posição de mais vendido por um longo período. 

Sendo assim, um sucesso desse merece um destaque com todos os detalhes e curiosidades para o fãs do mundo bruxo. Começando pelo lema de Hogwarts: “Draco Dormiens Nunquam Titillandus”. Parece profundo, não? Provindo do latim, a frase traduzida seria “nunca faça cócegas em um dragão adormecido”. Entende-se que o lema tenta passar a mensagem de que não se deve procurar problemas, porém os nossos protagonistas não levaram muito a sério. 

Nunca faça cócegas em um dragão adormecido.
Nunca faça cócegas em um dragão adormecido

Dentre os detalhes escondidos durante o filme, temos o Espelho de Ojesed – o Espelho do Desejo – que possui uma mensagem muito importante guardada em si escrita de trás para frente: “não mostro seu rosto mas o desejo em seu coração”. Você já tinha reparado?

o Espelho de Ojesed - o Espelho do Desejo
O Espelho de Ojesed – o Espelho do Desejo

E aquela cena clássica em que o Neville recebe o lembrol de sua avó? Para quem não lembra, o lembrol é uma cápsula transparente que se enche com um gás vermelho quando algo é esquecido, a fim de ajudar os distraídos. Se você não sabe o que o personagem esqueceu, nós te contamos! Como a imagem mostra, o Neville é o único do Salão Comunal que não está usando a capa! 

Neville é o único do Salão Comunal que não está usando a capa
Neville é o único do Salão Comunal que não está usando a capa

Assim como seus fãs, Harry estava descobrindo suas capacidades e habilidades no mundo mágico e uma delas é sua aptidão para o esporte bruxo, o quadribol. O que não era esperado é que a diretora da Grifinória, professora Minerva Mcgonagall, fosse campeã do mesmo esporte. Na cena onde Harry descobre que seu pai também era um apanhador, posição que ele mesmo ocupa, podemos ver o nome da professora ao fundo. Genial!

A professora Minerva Mcgonagall, foi campeã de Quadribol

Como se os detalhes escondidos nas cenas não bastassem, também temos pequenas curiosidades por trás das câmeras. Por exemplo, o próprio nome do filme! Nos EUA, o nome do filme é “Harry Potter and the Sorcerer’s Stone”, então toda vez que alguém do elenco usava o termo “Philosopher’s” para se referir a pedra, a cena toda era regravada. Que função, hein?

Não entendeu o motivo? Te explicamos! O título original do livro é “Harry Potter and the Philosopher’s Stone”, mas a editora americana decidiu mudar para “Harry Potter and the Sorcerer’s Stone” na edição lançada nos Estados Unidos, fazendo com que o filme tomasse o mesmo rumo. 

Nos EUA, o nome do filme é “Harry Potter and the Sorcerer’s Stone”

E rolou até chantagem emocional! O nosso querido Dumbledore foi interpretado pelo também querido Richard Harris, que aceitou o papel para agradar sua neta. Isso mesmo, a netinha do Richard disse que se ele não aceitasse o trabalho nunca mais falaria como ele. Realmente, fica difícil negar com uma condição dessas!

Richard Harris, que aceitou o papel para agradar sua neta

Da mesma forma que JK coloca seu coração em suas obras, ela também coloca um pitadinha de suas coisas favoritas. A Madame Nora, gata de estimação e fiel escudeira do zelador Flinch, recebe esse nome graças a obra de Jane Austen “Mansfield Park”. A personagem é viúva e poderia ser descrita como “odiosa”. 

A Madame Nora, recebe esse nome graças a obra de Jane Austen “Mansfield Park”

Por fim, mas definitivamente não menos importante, falaremos sobre a origem do nome de Voldemort, escolhido cuidadosamente pela autora do livro. Ela teria escolhido o nome de origem francesa “‘vol de mort”, que traduzido significa “vôo da morte”. Também é dito que JK gostaria que a pronúncia do nome fosse igual a original, sem o “t” do final. Contudo, o pedido foi negado para enfatizar a palavra “morte” no nome do vilão. 

O nome de origem francesa “‘vol de mort”, que traduzido significa “vôo da morte”
O nome de origem francesa “‘vol de mort”, que traduzido significa “vôo da morte”

Com certeza esse compilado de informações serviu para matar a saudade e para aprofundar ainda mais o conhecimento dessa saga que marcou gerações! Que tal pegar uma pipoca relembrar o filme?