Quando se fala em internet, logo se pensa em nomes como Bill Gates ou Steve Jobs. Afinal, a dupla elevou a tecnologia a um patamar de um bem necessário na vida das pessoas. Seja por criar a Microsoft e revolucionar os computadores ou por desenvolver a Apple e trazer uma nova visão sobre os aparelhos mobile, Gates e Jobs deixaram seu nome marcado na indústria da tecnologia. Mas quem é Elon Musk? E por que esse nome está sendo sendo tão debatido nos últimos tempos e colocado ao lado dos magnatas anteriores?

Quem é Elon Musk

Elon Musk é um empresário da tecnologia que fez fortuna antes dos 30 anos. Criador da SpaceX e CEO da Tesla Motors, ele nasceu em 1971 na África do Sul e, com apenas 12 anos, criou seu primeiro jogo de computador e o vendeu por US$500. Aí começava uma história de sucesso.

O jogo, chamado Blaster, já indicava o futuro de Musk. No game, que pode ser encontrado online, o jogador controla uma nave espacial que batalha contra um cargueiro alienígena. Este interesse pelo espaço tornou Elon Musk em um dos grandes responsáveis por trazer um novo olhar para a corrida espacial.

Formado em economia e física, o magnata criou, em 1995, a Zip2, empresa responsável por seus primeiros milhões. Fugindo da temática espacial, a empresa oferecia um guia de cidades para jornais. Em 1999, fundou a X.com, empresa que prestava serviços financeiros online e que, junto com a empresa Confinity, deu origem ao Paypal.

Corrida espacial

Com a chegada dos anos 200 e com mais de R$100 milhões em sua fortuna, Elon Musk relembrou seu game, o Blaster, e criou a Space Exploration Technologies, conhecida por SpaceX. A empresa tinha como objetivo baratear os custos das viagens espaciais. Este objetivo foi atingido com o lançamento dos foguetes Falcon 1, em 2006 e Falcon 9, em 2010. No ano seguinte, a queridinha de Musk foi a primeira empresa a vender um voo comercial à Lua. A viagem deve acontecer em 2023, por meio de uma nave que teve design chefiado por Musk.

Em 2020, a companhia atingiu um novo patamar e lançou a nave tripulada Crew Dragon em direção à ISS (Estação Espacial Internacional). A atitude chamou atenção, já que foi a primeira vez que a NASA lançou astronautas ao espaço em parceria com uma empresa privada.

Enquanto isso, o empresário investiu na Tesla, companhia pioneira na fabricação de carros eletrônicos. Em 2008, tornou-se CEO e desenvolveu modelos impressionantes que foram sucesso de vendas. Hoje, três anos após seu primeiro lucro, a Tesla atingiu US$100 bilhões de valor de mercado e Elon Musk segue acumulando ainda mais milhões de dólares com bônus exorbitantes oferecidos pela companhia.

E vamos de polêmicas

A Tesla recebeu algumas denúncias de racismo e assédio, acusações que foram respondidas por Musk ao The Guardian da seguinte maneira: “nós tivemos alguns casos na Tesla onde alguém de um grupo pouco representado conseguiu um emprego ou foi promovido em meio a candidatos mais representados e, então, decidiram processar a Tesla em milhões de dólares porque eles sentiam que eles não foram promovidos o suficiente. Isso obviamente não é legal.”

As publicações de Elon Musk nas redes sociais também geram polêmicas e até mesmo queda nas ações das suas empresas. Uma das publicações, inclusive, foi contra Bill Gates, já que o fundador da Microsoft disse que Musk não será o próximo Steve Jobs e que os caminhões elétricos da Tesla não são uma boa solução para a sociedade.

Entre milhões de dólares e milhões de polêmicas, Elon Musk segue se considerando o Homem de Ferro da vida real. Para ver a inspiração do magnata nos filmes, é preciso de uma boa internet, né? A fibra óptica da Copel é a solução perfeita para isso! Aproveite e conheça nossos planos.