A Copel Telecom é considerada a melhor internet do Brasil. A estabilidade e velocidade de seus serviços são referência entre os paranaenses. São cerca de 40 mil quilômetros de fibra distribuída em todo o estado, conectando os 399 municípios.

Para chegar dentro da sua casa, nossa fibra percorre uma verdadeira aventura cheia de obstáculos para entregar a melhor qualidade para seus clientes. Desde a Copel Telecom, passando por estradas, ruas, calçadas, muros, armários, a fibra segue um trajeto inimaginável para chegar de forma preservada dentro da sua casa, condomínio ou empresa.

Como era a internet antes?

Foi no começo dos anos 90 que a internet começou a se popularizar pelo Brasil. Na época, a dispersão foi gradual, já que não vivíamos uma era de conectividade. Por conta disso, a oferta e a regularização dos serviços nem sempre atendiam às demandas dos clientes.

O terreno era este: pouca diversidade e uma tecnologia em ascensão. Hoje, as coisas são muito diferentes. A internet e seus mecanismos chegaram a níveis que quase não se comparam com a década de 90. Agora, o presente e o futuro são a Fibra Óptica. Um material mais leve, mais prático e mais moderno.

Como a fibra óptica é feita?

Com a espessura aproximada de um fio de cabelo, a fibra óptica é derivada de materiais dielétricos (não conduzem corrente elétrica), como o vidro. Seu processo de fabricação consiste em uma série de procedimentos que deixam o vidro cada vez mais fino e longo.

No fim das contas, a fibra se consolida como um material fino, levemente flexível e frágil. Assista a este vídeo, que explica melhor o processo de fabricação da fibra óptica.

Entender o processo de produção dela é muito importante para compreender o processo de distribuição da internet por esse meio. Vamos agora visualizar melhor as principais diferenças entre a fibra óptica e os cabos tradicionais da concorrência.

Fibra óptica X Cabos tradicionais de cobre

Os cabos de cobre, comuns na concorrência, são essencialmente diferentes dos cabos de fibra óptica. Confira a comparação dos 3 principais aspectos.

1 – Material de composição

Enquanto a fibra óptica é, geralmente, feita de vidro (um material dielétrico), os cabos tradicionais são feitos de cobre (um metal). Isso é a chave para compreendermos suas diferenças. O primeiro ponto que difere os dois materiais é que, diferente do cobre, a fibra óptica não apresenta atenuação, ou seja, o sinal chega na sua casa com a mesma intensidade que sai das dependências da Copel Telecom.

2 – Condução de corrente elétrica

O cobre conduz corrente elétrica, o que o deixa sujeito a sofrer interferências eletromagnéticas. Por outro lado, a fibra óptica conduz luz, o que a isenta dessas interferências.

3 – Durabilidade

Por não ser um metal, a fibra óptica não sofre com oxidação (ferrugem), o que a torna muito mais resistente que os cabos da concorrência (que enferrujam).

Fragilidade da fibra óptica

Como dissemos, os cabos de fibra óptica são feitos de vidro, o que os tornam mais frágeis que fios elétricos. Isso faz com que os custos em proteção sejam maiores.

Além disso, sendo as instalações de fibra óptica subterrâneas (muitas vezes subaquáticas), elas podem entrar em contato com elementos químicos como o gás hidrogênio. Garantir a segurança perante essas adversidades também eleva o custo de instalação e manutenção.

Dificuldade de instalação

Manusear a fibra óptica não é uma tarefa fácil. Os cabos são rígidos e é preciso se atentar à flexibilidade limitada do material. Quebrada, ela pode irradiar luz com muita intensidade, algo que pode ser prejudicial à saúde humana.

 Custos

A velocidade de transmissão na fibra óptica é superior às conexões via fios de cobre. Para chegar com qualidade, de forma que os custos da fibra e de sua instalação não impactem nos preços, a Copel Telecom precisa de uma demanda mínima para viabilizar seus serviços. Isso ajuda a manter seus serviços competitivos comercialmente e evita que você pague mais pela fibra.

Qualidade acima de tudo

Depois de tudo isso, fica um pouco mais fácil compreender o porquê da Copel Telecom não chegar a algumas regiões, possivelmente a sua. Priorizamos a qualidade da distribuição. Queremos que, ao levar o serviço até você, ele esteja estável e plenamente seguro.

Lembra daquilo que dissemos ali em cima, sobre ser necessária uma maior demanda de usuários em determinada região para se tornarem viáveis os custos de instalação? Isso significa que, aumentando a procura de clientes por nossos serviços, aumentam as chances de atendermos àquela região.

Então o que fazer?

Fale com seus amigos, parentes e vizinhos. Realizando a consulta de disponibilidade neste link, ficarão registrados em nosso sistema os índices de busca em sua região. Com isso, aumentam as chances de a atendermos. Faça o teste. É simples, rápido e sem compromisso.

http://www.copeltelecom.com/wvtweb/site/verificar_disponibilidade.jsf#