Com o passar dos anos e o advento de novas tecnologias, a pergunta “qual será o futuro do trabalho?” é um fator constante em nosso dia a dia. Principalmente, devido às novas tendências e o temor dos trabalhadores de perder seus cargos para profissionais mais especializados ou até mesmo robôs.

Devido a essa questão e as dúvidas que a rodeiam, o Fórum Econômico Mundial produz todo ano o relatório “O futuro dos empregos (na tradução direta, The Future of Jobs). Lançado sempre no final de cada ano, em Davos (Suiça), a última edição do documento apresentou algumas tendências sobre o futuro do trabalho. Vamos conferir quais são essas trends?

Mecanização e praticidade: um futuro mais dinâmico

Com o passar dos anos, nota-se uma substituição gradual de mão de obra humana por robótica em serviços que exigem mais trabalho mecânico e menos estratégico.

Prova disso é que, segundo o documento, até ano que vem, haverá uma queda de mais de 7,1 milhões de empregos, em resultado das mudanças no mercado, sendo 2/3 desse número concentrados em funções de escritório e setores administrativos.

Mas, fique calmo! As máquinas não irão extinguir o trabalho humano. Aliás, esse medo – que sempre acompanhou a humanidade, à medida em que a tecnologia avançava – é um dos fatores que levam a um Winter AI, período de baixíssimos investimentos em inteligência artificial.

Essa substituição é apenas parte de uma evolução que cada vez direciona o trabalho humano a atividades estratégias e criativas e máquinas a processos automáticos. Porém, isso é assunto para mais daqui a pouco. Outro fator interessante da pesquisa do Fórum Econômico Mundial é:

Crianças de hoje trabalharão em empregos que ainda não existem

Por mais maluco que pareça, O Futuro dos empregos apontou que 65% das crianças que hoje estão iniciando os primeiros anos escolares trabalharão em empregos que ainda não existem.

À primeira vista, isso pode parecer assustador. Entretanto, isso é algo que acontece desde que o mundo é mundo. Um exemplo disso é que, antes da invenção da luz elétrica, uma das profissões mais comuns era a de acendedor de postes.

Duas principais tendências para o futuro

Outra análise interessante das perspectivas do setor empregatício no futuro é a de Rodrigo Sahd, General Manager da Foursales Brasil. O empresário afirma que, basicamente, o mundo do trabalho sofrerá 2 principais mudanças no futuro:

1 – Automação de empregos operacionais

Como dissemos no início do texto, a substituição de trabalhos mecânicos (como registro de produtos no sistema e organização física de documentos), que já sofrem com mudanças hoje mesmo, serão provavelmente todas direcionadas a máquinas.

Nesse caso, o Machine Learning será um fator dominante. Esse processo, que consiste na capacidade de máquinas em aprender, já é realidade em muitas empresas. As tendências, de acordo com a pesquisa do Fórum Econômico Mundial e de Sahd, indicam uma evolução nesse sentido.

2 – Concentração do trabalho humano em atividades criativas e estratégicas

Quase como consequência do que dissemos no trecho anterior, o trabalho humano se concentrará em atividades estratégicas e criativas. Setores como marketing, que exigem uma visão estratégica e ampla, ainda não são possíveis de serem dominadas por máquinas. Além disso, o mundo do entretenimento se encaixa nesse quesito, já que é preciso criatividade genuinamente humana para produzir um conteúdo que contemple elementos com humor e a ironia.

Mais flexibilidade, menos burocracia

Por fim, outro ponto indispensável quando falamos do futuro do trabalho é a flexibilidade que toma esse meio. O home office, por exemplo, já é uma realidade em empresas gigantes, que muitas vezes ditam segmentos. A exemplo disso está a Dell, que planeja que 50% da sua força de trabalho seja nesse formato até ano que vem.

Não é possível prever os rumos que o trabalho tomará. Mas é uma coisa é fato: para estar em sintonia com essa realidade que se aproxima, estar conectado é fundamental. E para estar conectado com eficiência e velocidade, é importante contar com uma internet à altura. Os planos da Copel Telecom oferecem a conexão ideal para um bom home office. Clique aqui e conheça-os.

Fontes:

https://www.delltechnologies.com/content/dam/delltechnologies/assets/perspectives/2030/pdf/SR1940_IFTFforDellTechnologies_Human-Machine_070517_readerhigh-res.pdf

http://www3.weforum.org/docs/WEF_Future_of_Jobs_2018.pdf