A história da tecnologia tem início no século passado mas, a cada ano que passa, novos avanços são feitos e a inovação não para. Na última década, vimos a internet se integrar cada vez mais com nossas vidas e com atividades cotidianas, do dia a dia. Por isso, a Copel Telecom listou alguns dos momentos mais marcantes da tecnologia no Brasil nos últimos 10 anos.

O2O

Foi em 2011 que teve início o processo de O2O, online to offline, quando consumidores do ambiente digital são levados a realizarem compras ou pedidos de empresas físicas, do ambiente offline. Foi em maio de 2011 que surgiu o IFood, plataforma de entrega de restaurantes, que logo serviu de inspiração para outros concorrentes, como Rappi, James e Zé Delivery.

Foi nesse ano, em setembro, que chegou ao Brasil um dos mais famosos serviços de streaming, o Netflix. No fim, um serviço também complementa o outro, pois nada melhor do que maratonar uma série comendo do seu restaurante favorito. A Netflix também enfrenta a concorrência atualmente, competindo até mesmo com o Globoplay, um produto nacional.

De manifestante de sofá à manifestante das ruas

Seguindo o que já havia sido feito em outros países como Irã e Estados Unidos, os brasileiros organizaram, em 2013, os primeiros protestos de rua por meio das redes sociais. A ocasião da época foi o aumento, em vinte centavos, da tarifa de ônibus pelo então prefeito de São Paulo, Fernando Haddad. Esse foi só o pontapé inicial para que outros protestos fossem organizados em todo o país.

Em 2015 o Brasil foi tomado por manifestantes nas ruas. Por meio de correntes no Whatsapp, comunidades no Facebook e postagens no Instagram, o país parou devido ao número de protestos contra seus governantes. Por meio de campanhas e frases marcantes como “O gigante acordou”, o maior alvo era a então presidente Dilma Rousseff, do PT.

Legislação toma forma

No meio tempo entre tantos protestos, o governo optou por, em 2014, sancionar o Marco Civil da Internet. Também conhecida como Constituição da Internet Brasileira, definiu o que eram crimes virtuais e, também os princípios, garantias, direitos e deveres de que fizesse uso da mesma. 

A lei definiu a internet como um meio de comunicação neutro e acabou servindo de exemplo para muitos outros países, que se inspiraram no Marco brasileiro para criar suas próprias leis e regulamentações na, até então, terra de ninguém.

Brasil na terra dos unicórnios

Muito se fala hoje em dia sobre startups que se tornam unicórnios, mas você sabe quando surgiu o primeiro unicórnio brasileiro? Foi em 2018, quando a 99 atingiu o valor de mercado de U$ 1 bilhão. A empresa, que foi fundada em 2012, soube unir motoristas e taxistas, atendendo à uma necessidade crescente.

De lá para cá o Brasil deslanchou no setor, e hoje conta com cerca de 15 unicórnios. Entre eles tem-se: Ebanx, C6 Bank, MadeiraMadeira, IFood, Gympass, Loggi, entre outros.

Reuniões que poderiam ser emails

Chegando agora aos dias mais atuais, a pandemia do coronavírus desencadeada em 2020 transformou o setor de tecnologia mundial. Sem outra opção, a maior parte das empresas adotou o home office, e foi assim que aplicativos de videochamadas como o Zoom deslancharam. Sem a possibilidade de encontrar os colegas de trabalho pessoalmente, foi necessário que os funcionários se adaptassem rapidamente à nova realidade.

Outra descoberta deste último ano foi a de que muitas pautas de reuniões poderiam ser resolvidas por emails. O trabalho remoto também colocou à prova a resiliência e a agilidade do povo brasileiro. Saber diferenciar horário comercial de horário de descanso também se tornou um desafio já que estamos, a todo momento, conectados.

Para ter acesso a sua rede social favorita, aposte na banda larga da Copel Telecom: a melhor opção para acompanhar plataformas de streaming com alta qualidade e sem travar!