Você consegue se imaginar sem conectividade? Costuma ficar irritado quando fica sem sinal de internet ou quando ela fica mais instável? Pois é! Ficou muito difícil aceitar uma rotina sem estar conectado.

A promessa do 5G

Por isso, o setor de tecnologia de rede sem fio não para de crescer. O 5G é a mais nova sensação quando se trata de conectividade para dispositivos móveis. Estudos apontam que, até 2024, a cobertura 5G vai atingir cerca de 65% da população mundial.

Com a intenção de promover uma comunicação móvel ainda mais rápida e confiável, o 5G pretende trazer resultados impressionantes e conexões nunca vistas, além de incentivar a disseminação da IoT, também conhecida como Internet das Coisas. Para se ter noção, uma rede 5G tem possibilidade de conectar cerca de um milhão de dispositivos ao mesmo tempo por km². É muita coisa! 

A quinta geração de redes móveis já está fazendo uma revolução mundial. Além de entregar dez vezes mais velocidade que o 4G, o 5G ganha destaque por sua latência. Ou seja, o tempo de resposta ao enviar um comando do seu gadget a uma rede de dados vai ser muito pequeno. Com isso, novas tecnologias ganham ainda mais força, como carros autônomos e casas inteligentes. Mas será que todos esses impactos positivos serão sentidos no Brasil?

5G no Brasil

Poucas cidades no mundo atualmente contam com a cobertura 5G, que enfrenta um grande desafio para a sua efetiva consolidação. Um dos fatores que limita a tecnologia são os smartphones, já que muitos deles não funcionam com este tipo de conexão.

No Brasil, a tecnologia começou a chegar neste ano, mas não da forma como era esperada, já que algumas operadoras telefônicas testaram versões similares da rede. Oficialmente, o leilão das frequências 5G está prevista para acontecer no primeiro semestre de 2021.

A polêmica com a Huawei

Uma das grandes responsáveis pela tecnologia 5G é a empresa chinesa Huawei. Pioneira quando o assunto é a novidade das redes móveis, a empresa foi acusada, pelos Estados Unidos, de instalar recursos de espionagem em seus sistemas. Com isso, muitos países sentiram a necessidade de apaziguar as tensões mundiais e limitar a participação da Huawei na construção da rede 5G.

Mesmo assim, a empresa chinesa segue trabalhando para restabelecer a confiança em seus equipamentos.

A Huawei chega com o 5G ao Brasil?

O embate comercial e tecnológico afetou o Brasil. Muitas operadoras não sabem se vão poder contar com a tecnologia chinesa o processo de implementação do 5G por aqui. Em outubro, discursos políticos deram alguns indícios de que a proibição dos chineses no 5G nacional é uma possibilidade real.

Esta questão gera grandes dúvidas no setor, já que a Huawei está presente em grande parte de infraestrutura de telecomunicações brasileira desde o 3G. Inclusive, a empresa chinesa é uma das maiores fornecedoras das operadoras brasileiras, que temem a proibição da Huawei.

Caso a proibição seja confirmada, nós podemos esperar muitos impactos negativos, como conexão mais lenta e serviço mais caro. Especialistas dizem que fabricantes como Ericsson, Nokia e Samsung podem ser soluções viáveis, já que contam com um  tecnologia preparada para o 5G.

Enquanto esperamos o 5G, aproveite o melhor da fibra óptica da Copel Telecom e não fique desconectado!