Para muitos, as redes sociais são uma verdadeira extensão da vida. E mais do que isso: são uma parte fundamental da rotina. Por lá, cada detalhe é compartilhado. Por mais que muitos gostem de acompanhar o estilo de vida de algumas pessoas, outros podem enxergar a ação, aparentemente inofensiva, com bastante maldade.

Algumas situações, muitas vezes compartilhadas com inocência, podem ser um gatilho para crimes virtuais e até mesmo reais. Para se manter seguro, confira o que você deve evitar publicar na internet.

Fotos de crianças

Por mais que o clique seja fofo, evite publicar imagens de crianças com localização ou uniforme escolar. É aconselhável, também, sequer dizer o nome do pequeno nas redes sociais. Assim, a identidade da criança fica protegida e evita possíveis ações criminosas.

Localização

Muitas redes sociais contam com a ferramenta de geolocalização para que você possa compartilhar com seus seguidores o que está vivendo em tempo real. Mas isso pode ser perigoso.

Por mais que as tags e check-ins promovam uma ótima interação com os seguidores, o recurso também pode chamar a atenção de criminosos.Com essa informação, pessoas mal-intencionadas sabem se sua casa está vazia e exatamente onde está, existindo a possibilidade de roubos ou, até mesmo, sequestros.

Endereço e telefone

Parece óbvio, né? Mas essa informação, muitas vezes, é divulgada sem perceber. Comentar o telefone em redes sociais para receber o contato de algumas empresas, criar eventos com o seu endereço e acabar deixando público ou até mesmo postar alguma encomenda com o endereço na embalagem podem causar riscos.

Outro ponto de atenção é publicar fotos na frente de sua casa. Assim fica fácil reconhecer exatamente onde mora. É melhor evitar.

Cartão de crédito

Mais uma que parece óbvia, mas é sempre bom relembrar. O lugar de informações bancárias não é em redes sociais! Fotos de cartões ou até mesmo de saldo bancário podem chamar a atenção de criminosos.

Ingressos e passagens

Ingressos para shows, teatros, jogos e cartões de embarque devem passar longe das suas redes sociais!

Como contam com código de barras, ele pode ser replicado por pessoas mal-intencionadas, que podem usar o código para entrar no evento no seu lugar. Assim, com o ingresso duplicado, você corre o risco de não entrar no evento.

No caso da passagem, além do risco de duplicação, o bilhete conta com informações pessoais que podem dar acesso a sua conta com determinada companhia aérea. Com isso, terceiros podem mudar seu assento ou até mesmo cancelar voos.

Caso você ainda queira publicar alguma dessas informações, borre o código de barras ou QR code com a ajuda de um aplicativo de edição de imagens.

Mesa de trabalho

Pode parecer inofensivo, né? Mas uma mesa de trabalho pode conter informações importantes e escondidas no meio da papelada. Antes de publicar alguma foto do local, certifique que nenhum documento, senhas, dados e até mesmo faturas apareçam e exponham você e sua empresa.

Agora que você está seguro, pode aproveitar o melhor que a Internet tem para oferecer. Que tal contratar a banda larga 100% fibra óptica da Copel para ficar sempre online?